terça-feira, 9 de março de 2010

Êxtase

Recebi hoje este extraordinário presente. A edição original em vinil do meu muito amado Odessa, a da célebre capa de veludo. Acreditem que não foi mesmo nada fácil não desatar a chorar à mesa do restaurante, mas lá consegui manter razoavelmente a compostura.

Agora é só estudar a maneira de lhe mandar fazer uma moldura condigna. Porque esta preciosidade vai para a parede, evidentemente.

Obrigada, muito obrigada, Old Soul! Sabe que não tenho palavras.

(é a faixa perdida, a que ficou de fora na passagem para CD, a tal que estive trinta anos sem ouvir)

5 comentários:

  1. Once in a lifetime, I would say, Catherine (a do nome de bom augúrio, que esse livro é um dos da minha vida).

    Porque isto é mesmo único. Não me canso de olhar para ele e de passar a mão pelo veludo. Um tesouro.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Espero da próxima vez que alguém te faça rir...se for eu fantástico!
    Acho que este disco transporta muita sensibilidade e grandes momentos ao cuidado da Teresa era imperativo conseguir que ele voltasse a ser dela, aí está ele!
    Maldita tosse que não me larga...

    ResponderEliminar
  4. Eu gosto de chorar por coisas bonitas, e poucas serão mais do que esta.

    E essa tosse? Melhorzinho?

    ResponderEliminar