segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Intervenção


Já era tempo. Fiz uma senhora limpeza no Google Reader, eliminei implacavelmente blogues que nem sei por que raio em algum momento adicionei. Estou saturada de consumismo, de whislists para o Natal — sim, as leituras andam atrasadas —, de vesti isto, vou vestir aquilo (acompanhado de fotografias caçadas na Net, o que me faz logo ligar o desconfiómetro), quero estas botas, quero esta carteira... Quero, quero, quero. Coisas, coisas, coisas. Materialismo a perder de vista.

Recebi presentes encantadores este Natal. Nada de muito caro, tudo pensado com carinho. Dei presentes encantadores. O mais caro que devo ter dado foi para a Madalena, mas confessei-lhe com toda a franqueza que me tinha sido oferecido no Natal passado, seis xícaras de café da Vista Alegre, ainda estava no embrulho original. Ela candidatou-se de imediato a receber nos anos, daqui a dois meses, as outras seis iguais que sabe que também tenho (vou pensar no teu caso). O presente mais caro que devo ter recebido foi também, curiosamente, da Madalena: um jarro da Marinha Grande que nos encantou às duas de uma vez que estávamos a fazer horas para ir jantar ao Café de S. Bento. Tal como nos encantou um blusão de cabedal imoral de giro e imoral de caro, numa boutique umas portas acima. Ainda propus que o comprássemos a treias, ela, eu e a Pituxa, que ia jantar connosco, e o usássemos por turnos, infelizmente não chegámos a acordo.Eu tinha esquecido completamente o jarro, a Madalena não. E ofereceu-mo. É esta delicadeza que torna um presente especial, qualquer que seja o seu valor. Devo dizer que um dos presentes mais preciosos que recebi até hoje deve ter custado, na época, coisa de duzentos escudos (um euro), talvez um pouco mais, com a gravação. Mas a gravação fazia toda a diferença.

Quando, a somar-se ao materialismo desenfreado, ainda tropeço em asneiras de Português de levar as mãos à cabeça ao mesmo tempo que se põe os olhos em alvo, só há mesmo uma coisa a fazer: tecla delete. Sempre fico menos isaurida (juro que li esta há tempos).

15 comentários:

  1. 1. O jarro foi um descanso, porque eu não fazia a menor ideia do que te dar :)
    2. As CHÁVENAS de café são uma tara, e eu também tenho o hábito (tão na moda, aliás) de reciclar presentes :)
    3. O tal blusão de cabedal da Spiga (e viva a publicidade de borla), por mais imoral de caro que fosse, era bem mais imoral de liiiiindo; mas a coisa a três (como quase todas são... LOL) era impraticável, como bem sabes: ninguém te manda vestir tamanho de 8 anos!

    Mad

    ResponderEliminar
  2. 1. Pois acertaste na mouche, foi uma fantástica surpresa e AMEI.

    2. Digo indiferentemente. Mas gosto mais de XÍCARAS, prontoS. ÓvisteS? LesteS bem?

    3. Spiga, é isso! Era lindo, não era? :) Essa do tamanho de oito anos confirma a minha crença recente de que andas a precisar de óculos.
    Passo adiante daquilo que sabes :)))))

    (estivesteS bem, mula!)

    ResponderEliminar
  3. 1. Boa, AMO dar-te coisas que gostes, bitch - esta vai em honra do Paulo :)))
    2. Xícaras (aaaargh!) soa-me a you know what :(
    3. Buáaaaa!!!! Passas adiante logo o mais interessante?... :D

    PS - Estou sempre bem, bitch. Como tu, aliás! Boa música se ouve neste blóguio!

    ResponderEliminar
  4. E COMO É QUE EU NÃO COMENTEI O "ISAURIDA"??? BOLAS! Foi da emoção, só pode :)))

    ResponderEliminar
  5. Comentário 1:

    Reparei. Estranhei.

    UFA!!!!!!

    É coisa que me põe doente, a insistência na falta de "de" junto do verbo gostar. E encontro-a a torto e a direito.

    Comentário 2:

    Seria porque também estavas isaurida?

    Olha mula, exaurida estou eu e desta é que vou mesmo para a cama.
    Bêjos!

    ResponderEliminar
  6. Se há coisa que eu também não gosto é a falta do de.

    ResponderEliminar
  7. Paulo,
    Vai gamar! LOL!!!

    E agora recolho mesmo a minha alcova, tende vós uma noite descansada.
    Ah, pois é, já disse no Facebook!

    ResponderEliminar
  8. Não imaginas como te percebo... Felizmente, a esmagadora maioria de blogues do meu reader são blogues de culinária..: : ))

    E... olha!!! Está a nevar no teu blogue!!!! TÃO lindo!!!!!!

    Beijo grande, lindona!!

    ResponderEliminar
  9. Olá, Teresa

    Se eu já apreciava o seu "Gota..." e os seus gostos musicais, agora que me li a sua resposta ao meu comentário na Leididi, posso dizer-lhe que fiquei sua fã.

    Em relação às marcas, eu estava a "meter-me" consigo e o seu "fairplay" e sentido de humor, deixaram-me rendida.

    Claro que percebi o contexto em que escreveu. Há algum tempo que leio o seu blog e já percebi que é uma pessoa muito bem educada.

    Continue como é, o seu blog é delicioso.

    Um beijo

    P.S. Em relação à questão mais técnica, lamento não poder ajudar, mas sou uma autêntica naba nessas questões.

    ResponderEliminar
  10. Por causa das isauridas e outras do género é que a discussão sobre o Acordo Ortográfico me parece completamente supérflua.

    ResponderEliminar
  11. Joaníssima,
    Gostaste da neve no meu blóguio?
    Numa entrada qualquer atrás desmanchei-me a rir com o aviso alarmado de um amigo meu de que o blóguio estava com um ataque de caspa. LOL!
    Não me fales em blogues de culinária. Sou uma lousy cook, mas fascinam-me. Pior ainda, parece-me que engordo só de os ler. :)
    Beijo grande, querida.

    OH My, outro cara de limão, que praga! Mas acho a verificação de comentários tão enervante para quem quer comentar que não quero impor isso aos meus poucos leitores.

    Cristina,
    Que comentário tão, mas mesmo tão querido! Deixou-me a ronronar, porque nada me deixa mais feliz do que refiram a música que ponho aqui, e que é intencional. que também tem constituído um problema, em momentos diferentes, porque todos os sites em que vou alojando música me vão falhando.
    Seja muito bem-vinda :)

    Beijos a todos.

    ResponderEliminar
  12. Gi,
    Já eu sou muito sensível à questão do Acordo Ortográfico (há ali à direita, na lista de etiquetas, uma sobre ele, em que fica bem claro o que tal aberração me violenta).
    Um beijo.

    ResponderEliminar