segunda-feira, 3 de março de 2008

Há comentários que merecem um post

É o caso destes, que hoje me entraram num post de Novembro passado (aqui).

As inefáveis Portuguese Divokitties,* agremiação na qual julgo que a Casa de Santa Zita recrutará o grosso dos seus efectivos, voltam a dar um ar de sua graça.

Pois Débora, querida, malcriada, lamento lamentar, acaba mesmo de provar que é, ao recorrer a uma expressão tão labrega como «um murro no meio dos olhos». Mas olhe... o que é que a menina quer? Achei-lhe graça, achei-lhe mesmo um piadão! E, claro está, vibrei com a excelsa qualidade do seu português...

A menina é muito novinha, mas recomendo-lhe que tente encontrar musiquinhas de um senhor chamado Art Sullivan, que há trinta anos fazia as delícias de quem tem o seu género de gosto musical. E já sabe... apareça sempre, querida! Nós aqui gostamos muito de rir.


* Fãs descabeladas de uma associação criminosa de saloios de nacionalidades diversas que dá pelo nome de Il Divo.

27 comentários:

  1. ahahahah desculpa T., mas a explicação do conteúdo do clube de fãs é do melhorio!

    Viste como há algumas vantagens em ser dura de ouvido? Eu nunca ouvi Il Divo (nem sei do que falas, mas é música, porque eu lembro-me do Art Sullivan) :D

    beijo d'enxofre

    ResponderEliminar
  2. Estou agarrada à barriga à gargalhada! Como sempre, tens carradas de razão: desde o Art Sullivan que não se via tal atentado aos tímpanos. O equivalente português deste ano seria o Mikael (ou lá como isto se escreve)...

    E agora vou a correr ler o teu post, que deve ser hilariante!

    ResponderEliminar
  3. LOOOOOOL! Ai, Débora, Débora...
    Ó Teresa, deixa a miúda!

    ResponderEliminar
  4. Teresa, amiga chique-chique (desculpa, mas hoje tem de ser assim...)

    Eu sei que isto era um post para rir... Mas francamente acho estas invasões tão desagradáveis...

    São miúdas, são miúdas, mas sabem-na toda.

    Não gosto de gente assim. Nem de miúdas, a armar-se em gente, assim.

    Fica bem, minha amiga. Sempre estás guardada para cada uma, Teresa. Credo.


    Mil beijos
    Lisa

    ResponderEliminar
  5. Coitadinhas - Ha gente que devia nascer sem ouvidos. Surdinha! Ou sera que de veria dizer: k devria nacer sem ovidos?
    Beijos grandes!
    (deixa la ouvir Il divo... concerteza nao as quererias numa cantata de Bach ou num concerto de Mozart a aplaudir todos os andamentos sentadinhas mesmo ao teu lado!)

    ResponderEliminar
  6. Carlos Seixas, Teresa! Sorriso de orelha a orelha!

    ResponderEliminar
  7. Diabba (Possum!),
    Qual delas? Julgo que te referes à primeira... ou estou enganada?
    Já pediste a receita à TCL? Ela é um amor, aposto que já a tens contigo. Próximo jantar das Cangalheiras que seja em tua casa... já sabes!
    Beijo.

    Mad,
    Também me lembrei do Nelson Ned e do Camilo Sesto... mas o post já estava publicado. Estou certa de que haverá mais oportunidades...
    Beijo.

    Mad (pela segunda vez),
    You haven't seen me started yet... :)
    Beijo.

    ResponderEliminar
  8. Lisa,
    Não sei se será assim tão miúda. Mas olha que eu também defenderia com unhas e dentes alguém de cuja música gostasse muito. Venha cá alguém atacar Mozart, Bach, Beatles, Simon & Garfunkel, Mamas & Papas, Moody Blues e outros... e vês-me virada do avesso. É certo que sem recorrer a expressões daquelas e pelo menos sem dar erros a cada três palavras, mas a essência é a mesma. Só é triste andarem a ouvir bodegas daquelas. Como gente que diz gostar de ópera... porque comprou um disco do Andrea Bocelli (desculpa, vou ali vomitar num instantinho).
    Beijo!

    Melões,
    Não tinha pensado nisso, e tens toda a razão! Mas isso é mera ignorância, e ainda desculpo - provavelmente quem aplaude entre andamentos só o fará uma vez, tal a vergonha que sente. O que eu acho ainda mais medonho é a falta de respeito total (que se vê bem mais em NY do que em Londres), em musicais, das pessoas que se põem a desembrulhar chocolates, pacotes de batatas fritas, etc. Uma vez, a ver um maravilhoso e inesquecível Oklahoma com o Hugh Jackman como Curly, tive de me voltar para trás e atirar com um SCHIU!!! furibundo a duas cretinas que não paravam de abrir rebuçados, ou lá o que era.
    Beijo!!

    Pedro,
    Há quanto tempo! Abandonou-me?
    Carlos Seixas foi para apaziguar a intolerável urticária de que sou acometida à mera menção das criaturas. Já li o seu outro comentário. A TCL é uma pequena generosa, repito. Vou pedir-lhe a receita e depois envio por mail. Com uma condição: conta-nos depois como correu e quais as reacções.
    Beijo!

    ResponderEliminar
  9. Isto não é uma pérola do kitsch é uma pérola (de estercozinho - será que ela não se enganou, se calhar em vez de abelha e uma "escarabelha"...).

    Eu posso falar à vontade porque tenho moderação de comentários no blog (eheheh...!)

    Bjo divertido


    CSD

    ResponderEliminar
  10. Cláudia,
    Há quanto tempo! Há dias espreitei o teu blogue, mas não comentei - coisa que começa a ser tristemente habitual, de tal modo o tempo me falta.

    Sabes, nunca me passaria pela cabeça pôr moderação de comentários: se alguma coisa desagradável surgir (e nem é o caso da que aqui está em questão, que me divertiu imenso), paciência, isto não é um álbum para coleccionar elogios. Digo-te que, mesmo que alguém escrevesse aqui uma obscenidade (e eu detesto palavrões), dificilmente eu apagaria. De resto, as más acções ficam sempre com quem as pratica, não é verdade?
    Mas dá para rir, não dá?
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  11. Andei desaparecido porque mudei de casa! Andei em pinturas, limpezas, mudanças, e agora arrumações! Fico à espera da receita. Adoro pato e empadas (e afins!). E segundo consta, até tenho mão para a cozinha!

    ResponderEliminar
  12. Teresa, eu não me indigno com os gostos musicais de cada um, neste caso o da Débora "IlDiva"... Eu indigno-me é com a atitude em jeito de ataque/desafio/ameaça por parte das pessoas de um modo geral, e da "IlDiva" em particular.
    O vocabulário, o registo escrito, a vulgaridade, a pouca ou nenhuma forma de bem saber estar.
    É só isso.
    De resto, cada um aprecia a música que mais lhe adoça o ouvido...
    Olha lá a que adoça neste momento o meu (ahahahahah).

    Beijinhos querida.

    Lisa

    ResponderEliminar
  13. Oh T., eu continuo sem saber quem são tais famosos Il Divo porque nem tenho vontade de me informar... ouvi o nome pela primeira vez mencionado aqui no teu blog e deu-me uma estranha e especial apetência para repelir mais informações sobre tal ajuntamento.

    Mas, não te parece que o comentário é gozação??? É que só mesmo de propósito é que se atingiria tal linguagem. Juro que não percebi nada do que a senhora estava a querer dizer antes da terceira leitura. Sempre o "na" para "não", entre outras pérolas, e ainda não percebi o que significa "os eu cantonho". É demais... "leveva" "cotuvelo" "quisser" - acho invenção a mais para ser verdade. A não ser que a senhora sofra de uma dislexia grave para além dos dedos encarquilhados por artrite reumatóide para não atinar com o teclado.

    Estaria cega de raiva?!?

    Bem, no fundo, é de louvar. De propósito ou não, sempre é a melhor piada que tenho ouvido nos últimos tempos!

    ResponderEliminar
  14. Achas que eu posso ser anti-divokitty (ou lá como é que isso se escreve)?

    ResponderEliminar
  15. Estou sem palavras!
    Como é possível alguém conseguir escrever tão bem?!?
    Como?!?
    Mas será que a nossa queriduxa Débora fez de propósito, ou ela é mesmo assim?
    É que, se é mesmo assim, o meu filho de 5 anos, dá-lhe ratada, quer na escrita, quer na fala!
    São estas coisitas que nos vão fazendo rir a bom rir!
    Tenho que ir visitar o espacito das Divo-não-sei-das-quantas, só para ver as perólas que por lá escrevem!
    É no que dá fazerem má publicidade nos blog dos outros: aumentam as visitas, só para nos certificarmos que são mesmo assim: podres de burras!
    Vou já lá, está a apetecer-me dar mais umas boas gargalhadas!

    ResponderEliminar
  16. Meu Deus que belas anedotas logo de manhã para começar o dia com umas valentes gargalhadas.
    Tou cheia de inveja de na ser aceitada...
    Mas esta Sra. Débora existe ou é um personagem inventado pelos "Gato Fedorento"???
    Jokas

    ResponderEliminar
  17. bem... vi-me grega para perceber o que essa pessoínha escreveu.. credo?? a mãe deixa-a assassinar assim a lingua de Camões?? oh meus deuses...!!
    eheheh o que me ri! haja pachorra!
    gostei do teu blog!
    bjs

    ResponderEliminar
  18. Isto, de tão mau, torna-se bom!
    Sempre deu para a boa da gargalhada, valha-nos isso!
    beijo

    ResponderEliminar
  19. Teresa, ainda bem que partilhaste esta pérola que me tinha escapado... AHAHAHAHAHAHAHA, está divinal! Ou será melhor dizer, Divonal:P

    ResponderEliminar
  20. Bem, lá fui espreitar para ver quem eram os Divos, ou lá o que é... mais valia ter ficado na ingnorância... O meu pai sempre me disse: 'há coisas que mais vale nunca conhecer, é tempo que se perde para conhecer outras que merecem realmente a pena.' Mas eu, como má-menina-do-papá... fui ouvir... ai credo!

    Mas olha lá, com o teu gosto musical, achas que alguém te vai atacar?

    beijinhos
    p.s. Gostei da tacada Carlos Seixas, para ver se os nossos ouvidos não congelam depois de pensar o que é Il Divo!

    ResponderEliminar
  21. excelente o modo como estas miúdas mostram a sua estupidez!
    será que elas sabem o que é um homem palpável?

    PS - estes snapshots não dão jeito nenhum! um gajo tá a ler alguma coisa e por mudar o rato um pouco pro lado tem logo a visão tapada!!

    ResponderEliminar
  22. rsrrsrrsrsrs também ainda me atrapalho com o snapshots como o lobão do "vício"...

    quanto ao post, diverti-me a valer... e comentar o comentário já tu própria o fizeste da melhor maneira: De resto, as más acções ficam sempre com quem as pratica, não é verdade?
    Mas dá para rir, não dá?


    Ahhhhh! Com certeza dá...
    Como a Diabba, sequer ouvi falar do tal Il Divo - ou coisa que o valha- (deve ter-se afogado a caminho do Brasil porque o Atlântico é pra quem sabe nadar!!!)e como sou de ouvir pra crer vou até tentar... (será que me mato depois? ou viro fã? ahahaha)

    Tadinha da Débora... se essa picada for Droga, estou fora!!! Mas se o ferrãozinho tem a força destas palavritas... póvera, baby!!

    ResponderEliminar
  23. "E já sabe... apareça sempre, querida! Nós aqui gostamos muito de rir." muito bom!!!!

    p.s.: dê lá essas receitas ao Pedro para eu também provar!!! ;)

    ResponderEliminar
  24. Este post fez-me rir! Deixa-me explicar num instantinho. Na semana passada quis oferecer um CD a um amigo. Como ele é muito eclético, pensei que talvez gostasse dos Il Divo (eu não conheço muito, só vi meio clip uma vez, mas deu-me ideia que seria qualquer coisa que se poderia ouvir. Pelos vistos, se calhar não, mas ainda me irei debruçar oportunamente sobre o assunto). anyway...lá andava eu, com dois ou três cds na mão, sem me conseguir decidir. Liguei à mulher dele e ela também achou que ele talvez gostasse dos Il Divo. 'Mas tens a certeza?'...'Bom, certeza, certeza, não...'. Em desespero de causa, pedi-lhe para lhe perguntar, naquele mesmo instante. Só te digo que o simulacro de vómito dele foi audível o suficiente para eu atirar com os Divos para a prateleira e ir a correr pegar no 'Pavarotti Forever'!!! E a beleza do esquema: já tenho cópia garantida! :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  25. pois fui lá checar...
    mamma miaaaaaa
    como diriam cá os brasileiros,
    que bregaaaaaaaaa lol

    ResponderEliminar
  26. ehehehhehh, já me dói a barriga de tanto rir!!!
    E a do Art Sulivan está proporcional ao nível da menina!

    ;)

    ResponderEliminar