segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Hoje estou alegre e tonta...

... ainda mais alegre e mais tonta do que nos outros dias.

Mesmo o dia chuvoso não me alterou o humor risonho. Nem o escândalo que me tiraram do ordenado em descontos, apre, dói que se farta! Até fiquei verde e agoniada quando abri o mail com o descritivo! Mas estreei uma gabardina encarnada que é uma tara e vai ficar um assombro com o chapéu que o Coveiro me há-de trazer de Londres. Fui a ouvir Mozart (Don Giovanni, na imortal versão, que nenhuma outra conseguiu ainda superar, ou não cantasse Dame Joan Sutherland o papel de Donna Anna e a extraordinária Elisabeth Schwarzkopf, uma das maiores cantoras de sempre, o papel de Donna Elvira: esta) até ao colosso. E recebi este presente giríssimo (a imagem que ilustra o post) da Cora, visita muito recente deste humilde cantinho. Na verdade não foi bem um presente, ela cria selos para os blogues que visita, e eu copiei este abusivamente. Mas não acham que está mesmo O MÁXIMO?

Sempre achei que a capacidade de ser feliz nasce na maior parte das vezes da nossa capacidade de apreciar e vibrar com as coisas simples, pequeninas e até insignificantes da vida. Sou estruturalmente uma pessoa alegre, o riso é o meu elemento natural, e sou sempre a primeira a rir de mim mesma.

Cheguei a casa invulgarmente cedo, eram oito horas (amanhã já não será esta boa vida, as altas instâncias regressam) e pus música aos berros. Tonta e fútil, como me apetecia. A que está agora a tocar e outras igualmente tontas e fúteis. Saracoteei-me pela casa fora, perante o olhar reprovador de Messalina, uma gatinha de mentalidade vitoriana, e uma desconcertada Agripina, que correu a esconder-se.

Espero que o vosso dia também tenha sido bom.

Now playing: Donna Summer - Love's Unkind
(click to listen)


P.S. E é sempre bom relembrar que esta imagem da Gota foi criada pelo Eskisito. Obrigada, ainda e sempre, meu amigo.

19 comentários:

  1. Ah... O meu dia nem por isso foi assim tão bom, Teresa... Muito trabalho, muita chatice e desde ontem às voltas com umas cólicas monumentais...

    ResponderEliminar
  2. Taducho! O que vale é que tens a tua médica pessoal, que te vai tratar MUITO bem!
    E porque hoje é dia 19, aqui fica um presente para os dois: http://www.esnips.com/doc/51d8228c-27ef-4c1a-a34c-ed74a3386c12/Hermans-Hermits---Something-is-Happening

    Herman's Hermits, eu devia ter uns seis anos (ou menos) quando isto saiu. É das tais: alegre, tonta, inconsequente. E adorável. E acho que conta muito bem o estado de graça em que vocês estão, em que damos connosco a sorrir tolamente sem qualquer razão.

    Feliz dia 19 para os dois, põe-te bom!

    ResponderEliminar
  3. Obrigado, Teresa!

    A descansar do trabalho mas a barriga não colabora...

    Beijo grande!

    ResponderEliminar
  4. Bem que alegria!

    Só não percebi qual foi o presente da Cora, eu bem tentei ver, mas sabes como sou, aqui no Inferno ainda uso o lápis na orelha e, suspeito, que o presente deve ser qualquer criação informática.

    Não me digas que te o valor dos descontos foi identico ao valor recebido...

    beijos d'enxofre

    ResponderEliminar
  5. Boa Teresocas, são tão bons esses dias assim em que estamos felizes sem saber bem porquê, não é?

    A mim este tempo deixa-me completamente blue... neura...

    ResponderEliminar
  6. Se os descontos forma muito altos, e bom sinal - e sinal que a materia colectavel esta de acordo ;-)
    quanto a encomenda, espero encontra-la esta tarde no aeroporto. Depois confirmo se havia ou nao (mas se nao houver vou pedir para me confirmarem onde ha).
    Quanto ao bom-humor, continua por ca tambem.
    Beijo

    ResponderEliminar
  7. Ainda bem que o humor está de volta...parece-me que a ideia da viagem te está a trazer boas recordações e bons vibes.
    De nada amiga. Feito com carinho para alguém que merece.
    Beijos

    ResponderEliminar
  8. E é tão bom quando andamos assim com um sorriso de orelha a orelha sem razão aparente. Felizmente também me acontece amiúde...
    Jokas

    ResponderEliminar
  9. Pois se há coisa que eu adoro fazer, quando me dá na telha, o que pode ser em qualquer altura que esteja em casa pois moro sozinha, é esparvoar pela casa, dançar, cantar, ouvir música alta. Preocupar-me com os vizinhos? Tenho uns do lado que cantam ópera na banheira, que dá para... a minha sala. POr isso não há misericórdia possível...

    ResponderEliminar
  10. Alf,
    Espero que já estejas recomposto!
    Um beijo.

    Diabba (Possum!),
    Não foi igual ao recebido, mas foi altíssimo!
    O presente da Cora é a imagem que ilustra o post, com o Ran Tan Plan. Ela tem os links com pequenos selos de cada blogue, que acho uma ideia giríssima, vai espreitar. Chama-se Coração Valente e recomendo.
    Beijo grande!

    TCL,
    Só espero que já estejas melhordinha, mesmo com o tempo horrível que está...
    Uma beijoca!

    ResponderEliminar
  11. Melões (Possum!),
    Quem me dera que a matéria colectável estivesse de acordo, eu sou uma pelintra!
    Quanto ao resto... já the agradeci há pouquinho por mail. És um querido!
    Beijo grande!

    Maria Eskisita,
    Um pouco de tonteira pode fazer maravilhas por nós, não achas?
    Um beijo!

    Rita,
    E a mim também, a verdade é essa. Mesmo quando as coisas não correm bem eu consigo arranjat sempre maneira de rir e desdramatizar.
    Beijoca.

    ResponderEliminar
  12. Wednesday,
    E não é tão bom?
    Para mim os teus vizinhos, se cantam ópera, têm bom gosto. O pior é se cantarem como a Florence Foster Jenkins, aí percebo o teu drama! :)
    Um beijo!

    ResponderEliminar
  13. Eskisito,
    Lá estou eu a saltar comentários! E é a segunda vez que me acontece contigo!
    Sim, a minha disposição geral anda francamente boa, o que não tem forçosamente que ver com a perspectiva da viagem, que ainda vem longe. Mas a mera preparação (e o Vítor é genial a organizar viagens, acredita que não existe NINGUÉM como ele nessa matéria) já é uma antecipação de prazer.
    Quanto ao resto... OBRIGADA :)
    Bem sabes que adoro esta imagem que criaste, tenho muita vaidade nela!

    ResponderEliminar
  14. Ah, que krida, Teresa! Que bom que gostaste do link "ilustrado"... É que descobri que temos mesmo muitas coisas em comum, além dos gatos, do bom humor, da fé na vida, o encanto por NYC, a música... Somos daquela tribo que festeja o bom diálogo, o carinho e até esses pequenos detalhes que nos emprestam novos olhares a quase toda situação. Eu é que te recomendo, viu? Tem-me feito muito bem vir aqui :) agora via quick link! ;)

    ResponderEliminar
  15. Cora,
    É o que nunca me canso de repetir, eu tenho muita sorte na blogosfera! Não tenho razão de queixa de anónimos inoportunos ou inconvenientes (quando não coisas piores). Prezo muito a qualidade humana das pessoas que vêm aqui ler-me e comentar.
    Gostei dessa ideia de tribo, tão bonita. Que me remete para uma frase de um escritor que não vale a pena (apesar de já ter vendido muito) mas que sempre achei muito feliz, e retive na memória lá pelos 18 anos: "é raro os membros da mesma família serem criados debaixo do mesmo tecto.
    Julgo que isso me acontece muitas vezes aqui, essa estranha sensação de identificação - a tal tribo.
    ADOREI mesmo o selo, dá para perceber, não?
    Agora a pergunta obtusa da naba que sou: quick link? Que é isso?
    Um beijo!

    ResponderEliminar
  16. Sortuda!!!!
    Que grande 2ª feira, isso é que foi!!!!
    E continua sempre, assim Linda e bem-disposta, que tristezas não pagam dívidas e o melhor que levamos são mesmo estes pequeninos prazeres!!!!
    Tens que pôr essa tua Melissa a dançar contigo, urgentemente!

    ResponderEliminar
  17. EU canto ópera na banheira!!! É o melhor sítio, a torneira a correr abafa os defeitos, a água nos ouvidos dá uma reverberação interna única, o vapor limpa as cordas vocais e as paredes de azulejos ampliam o vibrato. Se eu cantasse nas audições como canto na banheira já andava em digressão pela Itália. No mínimo!

    ResponderEliminar