segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Um mundo novo

Certamente haverá quem estranhe que eu não escolha Mozart esta noite. É o meu amor maior, sim, e nenhum outro se pode comparar-lhe, mas apaixonei-me por esta sinfonia, a nona de Dvořák, mais concretamente por este andamento, lá pelos meus treze anos. A sinfonia integral só viria a conhecê-la mais tarde, lá pelos dezasseis (ou possivelmente ainda quinze), num concerto na Gulbenkian. Deslumbramento puro, nem seria necessário o poder evocativo do título (From the New World) para me fazer render de imediato.

Este último dia do ano sempre teve para mim um encanto e uma poesia singulares - ou não fosse eu uma incurável saudosista. A tentação de olhar para trás é inelutável, e há sempre muita saudade. Mas há também o presente, no qual se tecem já as malhas de saudades futuras. E há o futuro, que a seu tempo será também passado...

Sou por natureza, e por mais que a vida possa fustigar-me, uma alma alegre e feita de Sol. Em anos já muito distantes o Vítor disse de mim uma coisa que se me colou como uma segunda pele (A Teresa era capaz de sair viva até de Auschwitz), porque toda a gente concordou e aplaudiu e disse que a Teresa era isso mesmo. Tenho vivido sempre a tentar estar à altura dessa imagem, coisa às vezes bem difícil. «Conheceram-me logo por quem não era, e não desmenti, e perdi-me. / Quando quis tirar a máscara, estava-me pegada à cara...» Mas a verdade é que muitas vezes, à força de tentar aparentar ser forte, acabo mesmo por descobrir em mim forças que julgava não ter...

Entro neste novo ano cheia de esperança. De alegria. De gratidão. De planos. Deixo-vos com a música de Dvořák e imagens que me fazem bem à alma: Messalina e Agripina, esta manhã; e o mapa desse novo mundo que a sinfonia evoca e ao qual voltarei em Junho (viagem já marcada, bilhetes emitidos há dois dias, que o Vítor é um organizador genial).


All You Need Is Love...


Um certo sorriso...

Para todos vós, os meus votos de um novo ano cheio de coisas boas e belas...


31 comentários:

  1. Combinaste com o Vitor mas não comigo... É justo...

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Então, um 2008 pleno de sinfonias de bradar aos céus para a tua alma.
    Sim, termos de ser fortes e isto e aquilo acaba por se agarrar definitivamente a nós. Cai a máscara e não somos quase nada sem ela. Porque já não sabemos ser fracos.

    Fica bem.
    Lisa

    ResponderEliminar
  3. Belíssima sinfonia! Imperiosa, vigorosa, traz brisas sim de esperança de sorrisos vindouros... Escolhes sempre tudo muito bem. Tuas gatas, como sempre, adoráveis no seu ron-ron :) O roteiro da viagem parece tentador e que bom que contas tudo, pois teremos saudades, já estou addicted to the Gota ;)-- Um grande 2008 pra ti e obrigada por suas palavras "lá em casa"...

    ResponderEliminar
  4. pois é alf, já viste? lá se vai a nossa pajama party em NY. e eu que até já tinha comprado um pijama e tudo. esta mulher não quer saber dos pobres... é só o vitor, o vitor... pronto, olha T, que te divirtas bem sem nós!

    ResponderEliminar
  5. wow... planos acertadissimos! Deixa-me adivinhar... a banda sonora para a viagem on the road e' tarefa para a imbativel T :)

    Beijoooooooo

    ResponderEliminar
  6. Um bom ano para ti, Teresa, cheio de viagens. Nem que seja para o emprego, claro... ;)

    ResponderEliminar
  7. Feliz ano novo, Teresa, e obrigado pelo ânimo que nos injectas. Só é pena o Beatles Forever estar sem actualização há tanto tempo... faço anos no dia 8, vê lá se me dás uma prenda ao som dos Fab Four! Beijos até 2009.

    ResponderEliminar
  8. ARGHHH!!! O triste pecado da inveja!!! E eu que tinha planos para ir a New York com uma amiga de Toulouse que acaba de me anunciar que afinal vem para minha casa. Muito bom!!! Olha, terei de me contentar com o relato das tuas aventuras nos States!
    Beijinhos e bom ano. E muitas viagens!

    ResponderEliminar
  9. Olá!

    Feliz Ano Novo!

    Um mundo novo cheio de velhos amigos e acima de tudo, paz e sossego, sobretudo naquelas coisas que são do dia a dia. Acho que só isso, iria tornar um ano muito melhor!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Alf & TCL (em conjunto),
    Vamos lá ter calma! Eu porventura disse que ia a NY? Não, pois não?
    A viagem começa em Denver, Colorado (e única grande cidade onde iremos), tudo o mais será a imensa estrada a perder de vista, parques nacionais (Yellowstone incluído), as Montanhas Rochosas, Wyoming, Montana, etc...
    Ora os tontos!!!
    Beijos e BOM ANO!


    Lisa, a do mau feitio,
    Obrigada pela visita, um grande ano para ti também.

    CoRa,
    Um grande beijo também para ti, votos de que o ano novo te traga grandes coisas! :)

    ResponderEliminar
  11. AEnima,
    A banda sonora é construída em parceria, o tabalho da gravação fica por minha conta :)
    Beijo enorme.

    Rafeiro,
    As viagens para o emprego são mesmo as únicas garantidas :)
    Grande beijo, que tenhas um grande ano.

    Hucleberry Friend,
    Considera o post de dia 8 para o BF! prometido.
    Beijos também até 2009! :)

    ResponderEliminar
  12. Pedro,
    Sem dúvida! As suas palavras fizeram-me lembrar certos versos lindos de Sebastião da Gama, que deve conhecer:

    Pelo Sonho é que vamos,
    Comovidos e mudos.
    Chegamos? Não chegamos?
    Haja ou não haja frutos,
    pelo sonho é que vamos.

    Basta a fé no que temos,
    Basta a esperança naquilo
    Que talvez não teremos.
    Basta que a alma demos,
    Com a mesma alegria,
    Ao que desconhecemos
    E ao que é do dia-a-dia.

    Chegamos? Não chegamos?

    – Partimos. Vamos. Somos.


    Um beijo. E um grande 2008!

    Van Dog,
    Pois é, sou mesmo uma incurável optimista, e tento sempre ver o lado bom de todas as coisas.
    Um beijo muito grande.

    ResponderEliminar
  13. Safira,
    Se te serve de consolação, uma vez, há muitos anos, vi-me obrigada a trocar NY (tudo marcado) por... Cantanhede!
    E não arranjas outra companhia para ir? Para NY vai-se de qualquer maneira, o verbo é mesmo IR!

    Um beijo e bom ano!

    ResponderEliminar
  14. Chat Gris,
    Claro que estão lindas! Pois se elas SÃO lindas...
    Beijo.

    ResponderEliminar
  15. FELIZ 2008!
    A Messalina e a Agripina são um mimo...
    Jokas

    ResponderEliminar
  16. Também gosto muito da Nona...

    Da de Dvorâk e da de Beethoven...

    Agora a tua escolha dos nomes para astuas duas gatíssimas...


    ...está fenomenal!

    Eu p+rópria gostaria de ter tido a ideia!


    Messalina e Agripina, as duas esposas do Imperador Cláudio...

    Coitado, no neio de duas gatas como estas...

    Por gfalar nisso onde é que ele anda, o imperador dessas duas felinas?!


    CSD

    ResponderEliminar
  17. Rita,
    E eu não sei? Além de serem um mimo, são mimalhíssimas e mimadíssimas! :)
    Um grande 2008 para ti, as Rzinhas e o Mr R!
    Beijoca.

    Cláudia,
    As minhas (minhas? eu é que sou delas!) felinas imperiais não têm imperador. Se tivessem... seria provavelmente um Calígula, para continuar dignamente a linhagem :)
    Beijoca.

    Pedro,
    Les beaux esprits se rencontrent, não é verdade? :)
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  18. Estrellinha,
    Então a tus Kitty só pode ser linda! :)
    Hei-de ir espreitar se tens fotos dela no blogue!

    ResponderEliminar
  19. PS: nas fotos das gatas dá para ver o nº de telefone ;)

    ResponderEliminar
  20. Sempre atento (Pedro?),
    Obrigada pela chamada de atenção, não me tinha apercebido, que estupidez a minha! Corrigi logo que vi o seu comentário, bem haja!

    ResponderEliminar
  21. Pedro não, David :)

    E também podemos todos saber onde trabalha, basta ampliar a foto do seu carro...

    ResponderEliminar
  22. David-sempre-atento,
    Agora é que me tramou! Eu tive essa preocupação, mas pareceu-me que estava tão esbatido... De resto (pensei), quem é que iria preocupar-se com uma coisa tão ridícula como querer decifrar aquele dístico amarelo? Acha que devo tentar tapar? É que eu até sou bastante naba nestas coisas!
    Obrigada.

    ResponderEliminar
  23. "quem é que iria preocupar-se com uma coisa tão ridícula como querer decifrar aquele dístico amarelo?"

    EU! A curiosidade matou o gato! :)

    Agora duvido é que alguém vá para o tal estacionamento para descobrir quem é a Teresa... Mas nunca se sabe, este muito anda doido!!!

    E o seguro morreu de velho!

    ResponderEliminar
  24. David-sempre-atento,
    Agora deixou-me com isso a roer-me o juízo... e eu sem tempo! Entre uma revisão para entregar amanhã, o blóguio do Liceu a ser caiado de fresco e tudo o mais...
    Espero que até eu ter uns bocadinhos ninguém dê por nada, sou avessa a grandes exposições (também não sou devota das pequenas)... e in God we trust!.
    Não tem blóguio? Não estranhe a palavra tonta, é invenção de um amigo meu do grupo do Liceu e todos nós a adoptámos, deliciados.

    ResponderEliminar
  25. P.S.
    David-sempre-atento: a curiosidade matou A GIRAFA!!! É melhor não explicar, ia achar que sou doida (e não andaria muito longe da verdade). Pense nos inúmeros provérbios que metem gatos ao barulho - é favor substituir por girafas. Idem para filmes, músicas, peças de teatro...
    Porque SIM.

    Giraffe on a Hot Tin Roof, essa obra-prima de Tennessee Williams!...

    ResponderEliminar
  26. Claro que tenho um blog, e o meu é sonb (tudo sem -e)!

    :)

    ResponderEliminar
  27. Já sei qual é! :) Que giro!
    Eu acabei por me render à grafia "blogue" por uma razão muito simples: escrever "blog" exigiria o itálico. Por essas e por outras é que no mewu grupo do Liceu esrevemos blóguio... :)

    ResponderEliminar